segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Banda EU E MAIS TRÊS - Aniversário de 25 anos do Cosanostra Caffé (11/10/2011)

Para comemorar os 25 anos de aniversário o Cosanostra Caffé  promove uma festa no dia 11 de outubro, terça, véspera do feriado do dia das crianças, às 22h (Travessa Benjamin Constant, 1499 - entre a Avenida Brás de Aguiar e a Avenida Gentil Bittencourt. Bairro: Nazaré). As bandas: “Eu e Mais Três” e “Maniva da Silva” serão as atrações da noite. Um ingresso, que custa R$ 35,00,  dá direito a uma camisa comemorativa do evento e tira-gostos variados durante a festa. Confira a entrevista que fiz com o vocalista da banda "Eu Mais Três", o Dael Magno:

Senhorita Matos - Como foi que surgiu o projeto EU E MAIS TRÊS?

Eu e Mais Três -  O projeto surgiu depois de outro “mini projeto” que era a banda Fator_Rh, éramos mais novos e tocávamos apenas em quinze anos e festas de aniversário. A “Euemaistrês” surgiu para solidificar o trabalho, diria que foi o acréscimo de seriedade, visando tocar em barzinhos e casas de shows.

Senhorita Matos - Vocês tem quanto tempo de estrada?

Eu e Mais Três - Acabamos de completar 3 anos. Somos novinhos ainda. (risos)

Senhorita Matos - Quem já passou pela banda e quais são os integrantes atuais?

Eu e Mais Três - Aconteceram poucas mudanças. O único a sair da banda até hoje foi o primeiro baixista (Felipe Souza) importante ressaltar que não houve briga, mas sim por falta de tempo pra se dedicar. Logo depois de sua saída, decidimos acrescentar o Teclado na banda, pra dar mais qualidade e abrangência no repertório. A formação hoje tem:

Dael Magno – Vocal

Livan Gomes – Guitarra Solo

Antonio Victor (AV) - Bateria

Ed Neto – Contra-baixo

Jefferson - Teclado e VOCAL 

 

Senhorita Matos - "EU E MAIS TRÊS" é criativo. Mas por que o nome é assim?

Eu e Mais Três -  Pois é, todo mundo pergunta isso pra gente. Haha É engraçado. Na primeira formação, éramos 4 integrantes e agora somos 5, acaba ficando meio que sem nexo, entretanto nós somos conhecidos por esse nome, então por isso decidimos permanecer com ele. O nome surgiu em um aniversário de uma amiga, no qual tocamos. Conversamos em uma mesa(todos os integrantes) e o baterista (Av) , soltou essa ‘pérola’, todos rimos, mas acabamos concordando com o nome ‘criativo’ e assim ficou.

Senhorita Matos - Quais as principais influências de vocês?

Eu e Mais Três - Nossas principais influências são: The Beatles, The Strokes, Red Hot Chilli Peppers, Capital Inicial, Skank, Whitesnake, Elvis Presley, Coldplay, Maroon 5, Bruno Mars. Acho que são muitas. haha

Senhorita Matos - Quem compõe e quais são as motivações?

 Eu e Mais Três - Eu componho, porém ainda não temos muitas coisas concretas, ainda estamos trabalhando nisso. Nossa motivação é simplesmente a música. Amamos o que fazemos, e por isso estamos junto nessa. Todos queremos crescer como banda no meio musical, mas isso também exige paciência e muito trabalho. É o que estamos buscando e tentando fazer.

 Senhorita Matos - Quais foram (ou quais são) as principais dificuldades pra levar adiante a banda adiante?

Eu e Mais Três - Acima de tudo, o cenário do rock em Belém ainda não é predominante, o que limita os locais ou as casas de show que uma banda de pop/rock pode tocar. Outra questão é que como somos novos, muitas pessoas não nos levavam a sério. Isso atrapalhou um pouco. E a própria questão de evolução. Não basta ser bom, o público também tem que gostar de você, pra isso é necessário ter carisma e presença de palco, coisa que fomos aprendendo ao longo dessa estrada de 3 anos, até a roupa que você veste, influência na maneira como o público vai te tratar.  Outro fato, é que nos barzinhos você precisa ter um repertório muito abrangente para poder se manter na casa (ficar fixo) e ter a aprovação das pessoas. E nós tivemos que aprender a gostar e escutar coisas que ou não gostávamos ou nunca tínhamos ouvido, porém nos fez crescer muito musicalmente.

Senhorita Matos - Bom, já que estamos falando de dificuldades... além do fato da falta de união, que predomina no cenário do rock e suas vertentes, quais são as outras dificuldades pra quem pretende ter uma banda de rock?

Eu e Mais Três - A primeira dificuldade é achar as pessoas certas pra fazer o projeto dar certo. Outra dificuldade é a evolução, geralmente bandas que não evoluem, não vão pra frente e acabam. Você precisa superar os limites e ter o “feeling” do rock no sangue. O rock não é só gritaria, se muitas pessoas parassem pra escutar, perceberiam o quão é fácil se apaixonar por ‘ele’.

Senhorita Matos - Vocês já participaram de algum evento, festival, ou coisa assim aqui no estado ou fora do Pará?

Eu e Mais Três - Sim, já participamos do carnaval de Maracanã (no Pará) festival da  Igreja do Cappuccino’s, que tem todo o ano. Formaturas, eventos particulares e etc...

Senhorita Matos - Quais são os projetos de vocês pro futuro?

Eu e Mais Três - Evoluir e começar a entrar no meio autoral, aí sim, se tudo der certo, ir tentar a vida em outro estado.
Senhorita Matos - Qual é a mensagem que vocês tem pra galera que está começando agora e já sacou as dificuldades do cenário do rock local?

Eu e Mais Três - Nunca desistir, e sempre buscar a evolução, buscar contatos profissionais que possibilitem abrir espaço para mostrar trabalho. O ser humano foi feito pra superar os seus limites, acho que o caminho é por aí. 

Contatos da banda:
Banda Eu&maistrês
Agenda Fixa : Quinta – Feira:  Donna Beach as 22:00 hrs
Telefones para contato:  (91) 8115-3931/(91)8831-1253
Twitter:  @euemaistres

                       Sexta – Feira : Templários restaurante Bar às 22:00 hrs e Studiopub à 01:00 hr.

                Temos repertório super eclético para seu evento, fazemos festas de aniversário à casamentos.                            

3 comentários:

  1. Parabéns Fabrício!!!
    Ligue agora para o número 8171-1105 ou 8893-6557 e fique sabendo como pegar o seu ingresso e a sua camisa ;)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...